Preço do milho com tendência a baixar

O preço do milho nos diversos mercados retalhistas do país registou, durante a semana passada, uma tendência de queda.
O Sistema de Informação de Mercados Agrícolas, SIMA, órgão do Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar, reporta que a maior descida verificou-se em Montepuez, onde o custo caiu 35,56 por cento, seguido de Gorongosa, com uma queda de 31 por cento, Caia (22 por cento) e Alto Molócuè (15,38 por cento).
O preço médio do cereal foi de 10,15Mt/kg, contra 10,99Mt/kg da semana anterior. O máximo foi de 17,14Mt/kg praticado na cidade de Maputo, seguido do mercado de Massinga, onde o custo foi de 16,76Mt/kg e o mínimo de 5,00Mt/kg praticado no mercado de Balama, seguido do de Cuamba, onde o custo foi de 6,10Mt/kg.
Já nos preços do arroz, o SIMA refere que em quase todos mercados registou-se uma estabilidade e nalguns casos tendência de queda.
Entre os mercados com tendência de queda destacam-se os de Montepuez, em 18 por cento, Chicualacuala e Nhamatanda (7,69 por cento), Quelimane, quatro por cento, e Nampula (1,67 por cento).
O preço médio do arroz foi de 44,48Mt/kg, contra 46,15Mt/kg da semana anterior. O máximo foi de 60,00Mt/kg praticado no mercado de Cuamba, seguido da cidade de Maputo, onde o custo foi de 55,00Mt/kg e o mínimo registado de 39,33Mt praticado no mercado de Nampula, seguido dos mercados de Chicualacuala, Nhamatanda, Inhambane, Vilankulo, Beira, Chimoio, Pemba, Balama, Chibuto, Massinga, Inhassouro, Buzi, Gondola e Changara a 40,00Mt/kg.
No geral, o maior número de mercados que vende o arroz a retalho pratica os preços que variam entre 40,00 e 50,00Mt/kg.
No feijão nhemba, o preço também continuou estável com tendência a baixar.
O mercado de Montepuez registou a maior queda do preço desta leguminosa, 40 por cento, seguido de Nampula, com 37,5 por cento, Nhamatanda (14,29 por cento) e Maputo (11,67 por cento).
O preço médio desta leguminosa foi de 36,05Mt/kg, contra 39,55Mt/kg da semana anterior; o máximo foi de 113,22Mt/kg praticado no mercado de Manhiça, seguido do de Cuamba, onde o custo foi de 80,52Mt/kg e o mínimo de 10,00Mt/kg praticado no mercado de Buzi, seguido dos mercados de Chimoio, Balama, Alto Molócuè e Tete, onde o valor praticado foi de 20,00Mt/kg.
Em relação ao feijão manteiga, o SIMA reporta que houve estabilidade nalguns mercados e, nalguns casos, tendência de subida.
As subidas foram registadas em Chicualacuala, 37,5 por cento, Beira (16,67 por cento) e Quelimane (12 por cento).
As quedas foram reportadas em Inhambane, 30 por cento, seguida de Vilankulo (20 por cento), Manhiça (9,58 por cento), Nampula (7,14 por cento) e Pemba (6,25 por cento).
O preço médio do feijão manteiga foi de 67,99Mt/kg, contra 63,21Mt/kg da semana anterior. O preço mínimo foi de 28,00Mt/kg praticado no mercado da cidade de Quelimane, seguido do de Angónia, onde o custo foi de 35,00Mt/kg e o máximo de 104,66Mt/kg, praticado no mercado de Changara, seguido do de Cuamba, onde o valor praticado foi de 97,24Mt/kg.(Mais informação em www.masa.gov.mz/sima)

Artigos relacionados

eskisehir escort porno
umraniye escort
sirinevler escort beylikduzu escort atakoy escort sisli escort bakirkoy escort escort bayan sirinevler escort escort bayan beylikduzu escort halkali escort escort bayan
porn
sivas escort yalova escort
escort malatya escort manisa
etlik escort