Para reduzir indices de desnutrição, Nampula introduz novas variedades de batata-doce

O Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM), em parceria com a organização não-governamental Feed The Future (FTF) e a Agência Dos Estados Unidos para o Desenvolvimento dos Estados Unidos (USAID) estão a introduzir 15 variedades de batata-doce melhoradas, na província de Nampula, na região norte, para combater os elevados índices de desnutrição.
As novas variedades incluem “Cecília e Melinda”, que estão a ser introduzidas em 16 distritos das províncias de Nampula e Zambézia, através de uma iniciativa designada por VISTA.
Durante a sua vigência o projecto VISTA vai beneficiar 102 mil famílias e indirectamente outras 375 mil que terão acesso a ramas das novas variedades de batata-doce, conhecimentos e habilidades.
O projecto é implementado pelo Centro Internacional de Batata, em parceria com o Instituto de Investigação Agrária de Moçambique, na base zonal nordeste em Nampula.
Dados fornecidos pelo chefe do Serviço Provincial de Agricultura, na Direcção provincial de Agricultura e Segurança Alimentar, Joaquim Tomás, indicam que a desnutrição crónica afecta 50,1 por cento da população em Nampula, dos quais 43 por cento são crianças com menos de cinco anos de idade.
O gestor do VISTA, em Nampula, Michael Herman, disse em entrevista à AIM que o projecto já chegou aos 16 distritos abrangidos e 150 centros multiplicadores deste alimento.
‘Queremos atingir mulheres grávidas e menores de cinco anos vulneráveis à subnutrição’, disse.
Explicou ainda que as variedades de batata-doce melhorada têm um forte potencial nutricional, pois são ricas em vitaminas A e C, potássio e ajudam a reforçar o sistema imunológico do ser humano.
Entretanto, a AIM soube que até o final deste ano o IIAM, projecta libertar para as comunidades mais 10 variedades de mandioca.
“São variedades de mandioca doce, do agrado da população e de consumo imediato. Exibem um bom rendimento por hectare e são resistentes a doenças”, explicou Matojo Avijala, técnico do IIAM, para de seguida acrescentar “num hectare é possível colher 20 toneladas’. (RM-AIM)

Artigos relacionados

eskisehir escort porno
umraniye escort
sirinevler escort beylikdz escort atakoy escort sisli escort bakırky escort escort bayan şirinevler escort escort bayan beylikduzu escort halkali escort escort bayan
porn
sivas escort yalova escort
sakarya escort
yerli porno izle
free porn videos