Nyusi defende aposta na investigação contra febre aftosa

“Chamamos a atenção ao MASA para investir na investigação, porque, em muitos países, esses problemas [de febre aftosa] já não se registam”, disse Filipe Nyusi, Presidente da República.
O chefe de Estado falava em Maputo no acto da inauguração da nova sede do MASA.
A febre aftosa afetou “ligeiramente” a produção de carne bovina e suína em Moçambique no ano passado, acrescentou o chefe de Estado.
Até finais de julho de 2018, a doença estava presente em alguns distritos de Nampula, Tete, Gaza e Maputo, mas foi depois detetada nos distritos de Panda em Inhambane, Guro e Sussundenga, em Manica.
A circulação do gado bovino em Moçambique depende do afastamento em 50 quilómetros dos locais afetados pela febre aftosa.
Na República da África do Sul, a febre aftosa foi reportada no último dia 07 de janeiro na província do Limpopo.
Desde janeiro a esta parte, Moçambique interditou a entrada de carnes e seus produtos de origem sul-africana.
As autoridades moçambicanas prometeram reforçar a fiscalização de produtos e subprodutos de origem animal.
A febre aftosa afeta a produção animal, mas não tem repercussões na saúde pública, e é endêmica em vários pontos do mundo, nomeadamente no Médio Oriente, África, Ásia e América Central e do Sul. (LUSA)

Artigos relacionados

eskisehir escort porno
redtube
umraniye escort
sirinevler escort beylikduzu escort atakoy escort sisli escort atakoy escort sisli escort sirinevler escort beylikduzu escort halkali escort halkali escort istanbul escort beylikduzu escort beylikduzu escort sirinevler escort sirinevler escort beylikdz escort şişli escort şirinevler escort avrupa yakası escort apa escort beylikdz escort sisli escort mecidiyekoy escort sisli escort
porn
sivas escort yalova escort
escort malatya escort manisa
izmir escort bayan porno gratis
ankara escort
huluhub.com
sex movies
kurtkoy escort
porno xxx bf hindi
kusadasi escort bayan