Lançamento do projecto de Apoio à Cadeia de Valor do Caju em Moçambique

Vice-Ministra da Agricultura e Segurança Alimentar e o Embaixador da França em Moçambique e ainda a Director Regional da Agencia Francesa de Desenvolvimento, vão presidir no dia 18 de Junho de 2018,

    o lançamento do projecto de Apoio à Cadeia de Valor do Caju em Moçambique (ACAMOZ).

Um primeiro projecto de apoio à reactivação do sector do caju, de quatro milhões novecentos euros (4.9 M€), foi financiado pela AFD de 2000 até 2007, com resultados satisfatórios. O presente projecto inscreve-se na continuidade do projecto anterior e trata-se de um donativo de dois milhões de euros (2 M€) concedido à República de Moçambique. O projecto assim financiado visa desenvolver a competitividade e durabilidade económica, ambiental, social e estrutural dos produtores de caju num quadro institucional que favorece a transparência da informação no mercado para facilitar a inserção no comércio internacional.

Este projecto, com uma duração de três anos, irá contribuir para reforçar as capacidades institucionais do Instituto de Fomento do Caju (INCAJU) a nível central, através de actividades como o desenvolvimento de sistemas de informação e de acompanhamento do sector, o apoio à concertação com os actores do sector (AICAJU, exportadores, associações de produtores), ou ainda o apoio às políticas nacionais, especialmente do lado do sector do processamento.

A segunda componente deste projecto inclui um projecto-piloto implementado em parceira com a ONG NITIDAE na periferia da Reserva Nacional de Gilé, nos distritos de Gilé e Pebane da Província de Zambézia, cujo objectivo é melhorar a produção com técnicas mais amigas do ambiente, a estruturação dos produtores e a comercialização, em parceria com os industriais do norte do Moçambique. Este componente inscreve-se na continuidade das acções do projecto financiado pela França (de 2013 até 2017) e do projecto MOZBIO do Banco Mundial na Reserva Nacional de Gilé.

Refira-se que este apoio à Republica de Moçambique enquadra-se nas prioridades do Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Sector Agrícola (PEDSA 2011-2020) e em especial com a prioridade dada à garantia de um rendimento competitivo e sustentável para os produtores de maneira a atingir uma equidade social e do género.

Artigos relacionados

eskisehir escort porno
umraniye escort
sirinevler escort beylikduzu escort atakoy escort sisli escort bakırkoy escort escort bayan sirinevler escort escort bayan beylikduzu escort halkali escort escort bayan
porn
sivas escort yalova escort
escort malatya escort manisa