IIAM, Leberta novas variedades de Cebola e Alho

O Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM) lançou recentemente 4variedades de cebola e 5 de alho no mercado nacional, que são adaptáveis ascondições climáticas do país. Estas variedades apresenta altos indices produçãoe vão ajudar a responder o défice de 60 mil toneladas destas horticolas que sãonecessárias para o consumo anualmente.

O Director de Agronomia e Recursos Naturais do IIAM Carvalho Ecole disse que, as variedades libertadas possuem uma capacidade de produção em campo aberto, assim como, em campo fechado ou estufas. Durante as pesquisas o IIAM trabalhou com alguns produtores que obtiveram resultados promissores, portanto neste momento correm o trabalho de multiplicação da semente para fornecer aos produtores comerciais de modo a colmatar défice da cebola no país. 

Ecole considera que a promoção das novas variedades vai despertar produtores para que possam apostar no plantio dessa variedades que vão alavancar o nível da produção da cebola, entretanto esse processo será feita em coordenação com a extensão. Estas novas variedades da cebola nomeadamente: Moz IPA10, Moz IPA11, Moz alfa franciscana e Moz mutuali, são adaptáveis as condições climáticas do país, suporta longo período de conservação, o que gera beneficio para o produtor e o comprador.

ʻʻO governo estima que o défice da produção da cebola nopaís é de cerca de 60 mil toneladas, portanto todos esforços estão virados emreverter o cenário de modo a reduzir a importação da cebola e do alho emobilizar investimentos na produção nacional desse produto porque os níveis deprocura e consumo são altos devido ao seu valor nutricionalˮ.

Enquanto que o Engenheiro Agrónomo e Investigador de Hortícolas, Hipólito Malia sublinhou que, os estudos sobre as novas variedades do alho nomeadamente:  Moz cateto roxo, Moz hozan, Moz caturra, Moz gigante lavinia e Moz Amarante, iniciaram em 2014 onde estavam a trabalhar com diversas variedade de hortícolas incluindo o alho pôs o país não tem variedades locais do produto, razão pela qual o preço praticado nos mercados são alto.

ʻʻOs ensaios de alho foram feitos na província de Maputo,Nampula e Manica com alguns produtores de produção de semente, para testar acapacidade de produção e os rendimentos media de 10 a 16 toneladas por hectare,mostraram˗se encorajadores. “Temos produtores já interessados na semente paralançar nesta presente campanhaˮ.

Por seu turno, o Presidente do Subcomité de Registo e Libertação de Variedades Gabriel Paposseco, disse que o Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA), elegeu as hortícolas como uma cultura estratégica para o desenvolvimento agrário do país, sobretudo pela sua contribuição na segurança alimentar e na renda das famílias. Entretanto, o país tem tido défice dessas horticolas nos períodos de Outubro a Novembro onde começa o período quente e recorre-se a importação, que acarretam divisas para país.

ʻʻPersistem ainda alguns desafios na disponibilidade desementes e variedades que sejam produtivas e adaptadas as condições locais,portanto a investigação que foi desenvolvida pelo Instituto de InvestigaçãoAgrário de Moçambique e colminou com a libertação dessas novas variedades decebola e de alho reveste˗se de grande importância para o paísˮ.

Artigos relacionados

eskisehir escort porno
redtube
umraniye escort
sirinevler escort beylikduzu escort atakoy escort sisli escort atakoy escort sisli escort sirinevler escort beylikduzu escort halkali escort halkali escort istanbul escort beylikduzu escort beylikduzu escort sirinevler escort sirinevler escort beylikdz escort şişli escort şirinevler escort avrupa yakası escort apa escort beylikdz escort sisli escort mecidiyekoy escort sisli escort
porn
sivas escort yalova escort
escort malatya escort manisa
izmir escort bayan porno gratis
ankara escort
huluhub.com
sex movies
kurtkoy escort
porno xxx bf hindi
kusadasi escort bayan